Voo Virtual
Olá, seja bem-vindo(a) ao Voo Virtual. Caso ainda não seja membro da nossa comunidade, registre-se, para que possa participar ativamente e ter acesso a todos os conteúdos do site.
Por favor leia as regras do fórum aqui antes de postar, para evitar advertências e suspensão.


[Brasil] Gol perde mala com roupas para casamento, noivos usam calça jeans na cerimônia e receberão R$ 20 mil de indenização

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Brasil] Gol perde mala com roupas para casamento, noivos usam calça jeans na cerimônia e receberão R$ 20 mil de indenização

Mensagem por Amilckar em Seg 23 Fev 2015, 13:50

Gol perde mala com roupas para casamento, noivos usam calça jeans na cerimônia e receberão R$ 20 mil de indenização



Um casal teve a bagagem com as roupas do próprio casamento extraviada em um voo da Gol, em novembro de 2013. Por causa do erro da companhia aérea, os passageiros ficaram sem terno e o vestido de noiva, e precisaram usar as roupas do corpo na cerimônia: blusas e calças jeans. Os consumidores entraram na Justiça e vão receber R$ 20 mil de danos morais e materiais da empresa.

A decisão foi tomada pelo 2º Juizado Cível de Taguatinga. A empresa recorreu, mas a sentença foi mantida pela 3ª Turma Recursal do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios.

O advogado do casal, Fernando Paulino, explicou que o noivo e a noiva embarcaram em Brasília em direção a São Paulo, já que se casariam em Santos. Ao chegarem na capital paulista na véspera do casamento, os clientes, acompanhados da filha de 2 anos, descobriram que um erro tinha feito a mala parar em outro avião, com destino a Belo Horizonte.

— Eles fizeram uma reclamação, mas a Gol não ajudou. A empresa prometeu recuperar a bagagem o mais rapidamente possível, mas não foi o suficiente, já que eles precisaram usar as roupas do corpo no casamento.

Segundo a decisão do Tribunal de Justiça, o “o fato de os consumidores ficarem em cidade distante, na véspera de sua cerimônia de casamento, sem bagagem e, consequentemente, privados de bens pessoais básicos, é suficiente para gerar frustração, angústia e desconforto. Essa situação ultrapassa os meros aborrecimentos do dia a dia e é suficiente para violar os direitos da personalidade, ensejando a pretensão indenizatória por danos morais”.

Procurada, a Gol disse que não comenta ações judiciais.

Fonte: Paraíba.com.br

_________________
Carlos Amilckar

Amilckar
Colaborador - Notícias de aviação
Colaborador - Notícias de aviação

Masculino
Inscrito em : 12/10/2009
Mensagens : 10849
Reputação : 494
Idade : 51
Simulador preferido : FSX
Emprego/lazer : Militar aposentado
Nacionalidade : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum