Voo Virtual
Olá, seja bem-vindo(a) ao Voo Virtual. Caso ainda não seja membro da nossa comunidade, registre-se, para que possa participar ativamente e ter acesso a todos os conteúdos do site.
Por favor leia as regras do fórum aqui antes de postar, para evitar advertências e suspensão.


[Internacional] Polícia salva portugueses presos dentro de avião

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Internacional] Polícia salva portugueses presos dentro de avião

Mensagem por Amilckar em Sex 21 Fev 2014, 13:21

Polícia salva portugueses presos dentro de avião


Um português partilhou no YouTube um vídeo onde mostra que os passageiros de um voo da Ryanair ficaram presos durante quatro horas dentro do avião, sem receber qualquer justificação por parte do comandante da equipa que seguia a bordo. A transportadora já enviou uma nota ao Notícias Ao Minuto a explicar o sucedido e a pedir desculpa aos passageiros afetados.



A situação foi denunciada através de um vídeo colocado pelo português João Pinheiro na rede social YouTube, no qual descreve através de texto e de gravações captadas no local o que aconteceu naquela noite do passado dia 14 de fevereiro.

João começa por referir no mesmo vídeo que o voo da Ryanair 8347, que partiu do aeroporto de Stansted, em Londres, com destino ao Porto, tinha hora de partida para as 20h25, mas atrasou-se devido às condições atmosféricas. Às 22h25, os passageiros continuavam à espera porque o avião tinha parado para se abastecer em Birmingham.
Pelas 23h45 foi dito aos passageiros para saírem da Porta 54 e para se dirigirem para a Porta 46 para embarcarem.

Já passavam quinze minutos da meia-noite quando os passageiros entraram no avião. Perto da uma da manhã pediram comida, água e ar condicionado, o que lhes foi negado.
Passados 25 minutos começaram a questionar o porquê da demora. A equipa de bordo disse-lhes que estavam à espera que o avião fosse abastecido.

Pelas 3h00 os passageiros continuavam no avião, sem água, sem comida, sem abastecimento, sem respostas. Acresce que, segundo o que diz João Pinheiro no vídeo, ninguém se propôs a tratar da situação.

“Estão a ignorar os passageiros que estão a pedir ajuda”, acusa um português que seguia a bordo. “Está tudo maluco o quê?”, questiona. “Não nos deixam comer nem beber”, frisa outra passageira.
Por aquela hora o aeroporto já estava fechado e os passageiros não foram autorizados a sair do avião. Entretanto, ligaram para a polícia para pedir para abandonar local. A polícia chegou às 3h25. Depois de terem entrado no avião, os passageiros deixam o avião às 3h45.

Alguns minutos depois, a polícia invade o terminal do aeroporto e deixa os passageiros entrar. Quando já estavam no aeroporto, os assistentes explicaram que o voo iria sair às 06:00 e que os passageiros seriam notificados da porta de embarque. Contudo, nada disso aconteceu.

Alguns passageiros embarcaram às 06:00 e saíram às 08:30. Outros passageiros voltaram a marcar o voo, enquanto eram maltratados pela direção daquela companhia aérea.

Em declarações à TVI24, João Pinheiro explicou que os passageiros se sentiram “sequestrados”: “Não nos davam água nem comida e nós queríamos sair do avião, ir para o terminal, onde sabíamos que havia máquinas de comidas e bebidas”, explicou.

Segundo o mesmo, “foi lamentável a falta de sensibilidade do piloto, que durante 4 horas foi incapaz de falar a verdade, dar uma justificação, dar água pelo menos às crianças, enfim fazer qualquer coisa…”.
Quando a polícia chegou ao local, “falou com o responsável do terminal e deu-lhes um ‘time frame’ de 5/10 minutos para que abrissem o terminal e recebessem os passageiros. Como não apareceu nenhum responsável do terminal, a polícia fez sair os passageiros e escoltou-os até ao terminal, acabando por arrombar as portas para que entrássemos”, acrescentou.

A empresa, numa nota enviada ao Notícias Ao Minuto, explica que o atraso do voo se ficou a dever aos “ventos fortes registados no Sul da Inglaterra” e, depois, “a um problema de abastecimento de combustível no aeroporto”.

No mesmo documento, a Ryanair garante que os “passageiros desembarcaram”, tendo-lhes sido dados “vouchers de alimentação”.

“A Ryanair pede desculpa a todos os passageiros afetados pelo atraso provocado por condições meteorológicas adversas, que estavam fora do nosso controlo”, refere a transportadora.

Fonte: Noticiasaominuto

_________________
Carlos Amilckar

Amilckar
Colaborador - Notícias de aviação
Colaborador - Notícias de aviação

Masculino
Inscrito em : 12/10/2009
Mensagens : 10849
Reputação : 494
Idade : 51
Simulador preferido : FSX
Emprego/lazer : Militar aposentado
Nacionalidade : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum