Voo Virtual
Olá, seja bem-vindo(a) ao Voo Virtual. Caso ainda não seja membro da nossa comunidade, registre-se, para que possa participar ativamente e ter acesso a todos os conteúdos do site.
Por favor leia as regras do fórum aqui antes de postar, para evitar advertências e suspensão.


[Brasil] Austral, aviões da Embraer continuam no solo, argentino Gse_multipart13851

[Brasil] Austral, aviões da Embraer continuam no solo, argentino

Ir em baixo

[Brasil] Austral, aviões da Embraer continuam no solo, argentino Empty [Brasil] Austral, aviões da Embraer continuam no solo, argentino

Mensagem por Amilckar em Seg 16 Maio 2011, 10:06

AUSTRAL, AVIÕES DA EMBRAER CONTINUAM NO SOLO, ARGENTINA


[Brasil] Austral, aviões da Embraer continuam no solo, argentino 001_4
Foto: Uma das aeronaves ESTÁ NO AEROPORTO DE CORRENTE.

Os aviões da Embraer são realmente novos na frota da Aerolíneas Argentinas e Austral. Mas, apesar do seu porte moderno e as suas óbvias vantagens quando se trata de consumo de combustível, seis dos catorze jatos que da frota da Austral estão em terra, sem voar.

Alguns estão com os guardas nas janelas e turbinas, para evitar o desgaste que representam as alterações climáticas para um avião estacionado no solo. São aqueles com LV-CIG de inscrição (no aeroporto de Córdoba), LC-CIH (no terminal de Correntes),o LC-CHQ (Aeroparque) e LV-CHO (que está em Ezeiza). Uma quinta aeronave, o LV-CHO, está em manutenção, peças sobressalentes pendentes, autorizadas para o mês de julho.

Fontes do setor garantiu a este jornal que o sexto jato da Embraer fica em Aerparque em manutenção, em 18 dias, sem passageiros decola do aeroporto Fisherton, Rosario, e é trazido de volta ao Aeroparque pela manhã ( ????????).

Os dois primeiros Embraer chegaram na Argentina em 20 de setembro do ano passado, a um preço de US$ 34 milhões cada, e sobretaxas em meio a suspeitas. Cerca de 85% do valor é financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES), a uma taxa de 7%. Os 15% restantes são pagos em dinheiro. Assim, o Estado já desembolsou US $ 30 milhões "cash" paraos seis Embraer que estão sem voar.

Claudio Somoza, chefe da União dos Aviadores Airlines (Uala, o sindicato dos pilotos do Sul) garantiu que a rotação aviões é "por falta de lugar no Aeroparque, em primeiro lugar, e porque dois desses aviões ainda estão matriculados".




Diferentes fontes de associações de aviação tinham assegurado a este jornal, em off , que a explicação de que havia seis novos aviões sem voar era que não havia pilotos suficientes na Austral.

Somoza não negou essas informações, mas descreveu-o como a maneira correta de fazer as coisas. "No Sul são 360 pilotos que voam entre 20 e 22 aeronaves. Não podemos enviar a um curso, de uma só vez, todos os pilotos e co-pilotos, seriam necessários para fazer 20 para voar os Embraer, e não teríamos as tripulações para os MD continuarem voando ", disse o diretor. Ele acrescentou: "Há 90 novos co-pilotos que estão fazendo o curso da Embraer, e que requerem um período de cinco meses para estarem prontos para voar."
- Mas essa situação não poderia ter planejada há mais tempo? Foi no tempo certo. Quando chegou o primeiro Embraer, em setembro, nós tivemos duas tripulações prontas. Mas nenhuma companhia aérea recebe dois novos aviões por mês, como é nosso caso. É uma situação temporária.


fonte/foto/Clarim/DesenvolvimentoDefesa
Via: IFR Online

_________________
Carlos Amilckar
[Brasil] Austral, aviões da Embraer continuam no solo, argentino Amilckar%252FVV125
Amilckar
Amilckar
Colaborador - Notícias de aviação
Colaborador - Notícias de aviação

Masculino
Inscrito em : 12/10/2009
Mensagens : 11036
Reputação : 512
Idade : 55
Simulador preferido : P3D V3
Emprego/lazer : Militar aposentado
Nacionalidade : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum