Voo Virtual
Olá, seja bem-vindo(a) ao Voo Virtual. Caso ainda não seja membro da nossa comunidade, registre-se, para que possa participar ativamente e ter acesso a todos os conteúdos do site.
Por favor leia as regras do fórum aqui antes de postar, para evitar advertências e suspensão.


Testando minha nova vida com o FS 2004 (agora com a meteorologia online) Gse_multipart13851

Testando minha nova vida com o FS 2004 (agora com a meteorologia online)

Ir em baixo

Testando minha nova vida com o FS 2004 (agora com a meteorologia online) Empty Testando minha nova vida com o FS 2004 (agora com a meteorologia online)

Mensagem por sned1331 em Qui 10 Ago 2017, 12:28

Ontem fiz Canavieiras-Almenara (ganhei o cenário de Almenara de um amigo-irmão)-Vitória da Conquista-Brasília. Estas pernas foram realizadas com a meteorologia online (duas semanas nesta nova vida). Não estou tendo sorte, pois tenho voado com o tempo bom. Até Brasília foi CAVOK, só o vento mesmo que era de proa. Preferia mil vezes que o tempo estivesse ruim para ganhar aprendizagem. Hoje estou em Ilhéus (trabalho) e não voarei. Espero amanhã concluir as duas pernas que faltam. Barra do Garças e Cuiabá. De Garças a Cuiabá pousarei na Fazenda Asa Delta-MT com uma pista pavimentada e com pneus cortados ao meio para balizar as margens da pista. Para quem ama pista curta é perfeito (SIGN). Usarei o autobreak no máximo.

Sou do sul da Bahia (terra do cacau). No real conheço muito o Brasil. SP-Capital (morei lá em 2003), Rio de Janeiro (1995-2002 estudando), Belo Horizonte (uma escala rápida em SBCF, não sair dele); Brasília (SBBR em escala rápida); Salvador (1982 e 1988 morei); Aracaju, Maceió e Recife (Um dia em cada em uma excursão); Belém (uma semana em um Congresso sobre Dendezeiro). Fortaleza (um mês em férias) e Vitória (15 dias em férias).

Espero que a meteorologia me forneça de presente um "tempo ruim", com o intuito de aprendizagem. Nestes últimos dias, tenho lido bastante sobre a meteorologia usada na aviação. Tenho base de Meteorologia em relação a Agricultura, mas não para a aviação. A minha professora de Meteorologia era muito competente e aproveitei bem a matéria, mas tem muito tempo. Eu me formei em 1994. A meteorologia que estudei na Agronomia serve para a minha profissão. Para um piloto, complica. Um abraço e bom final de semana a todos e principalmente para os Comandantes Paulo e Gouvêa que me ajudaram muito. Somando conhecimentos e esclarecendo dúvidas. É o grande forte do Voo Virtual. Só voava VFR porque a internet de Canavieiras não cabia voar online (era lenta) e também faltou coragem da minha parte. Acho que coragem é a chave para voar. Quer mais coragem do que os pilotos da Aeropostale que decolavam de Toulouse-França para Santiago-Chile, atravessando desertos com tribos valentes e o oceano atlântico, em um azul infinito, além de atravessar as cordilheiras? Estes pilotos chegavam em Santiago com as correspondências e eram destemidos ao extremo. Medo e aviação é igual a água e óleo. Não se misturam. Se eu ver que não dá para voar o IFR, prefiro deixar de voar. Piloto tem que ser completo e se ele não voa IFR, não é piloto. Mudando de assunto muito grato pela dica do Piper Malibu dando a volta ao mundo. O blog está perfeito. Valeu! André
sned1331
sned1331
Primeiro-Tenente
Primeiro-Tenente

Masculino
Inscrito em : 27/06/2017
Mensagens : 58
Reputação : 3
Idade : 52
Simulador preferido : fs 2004
Emprego/lazer : Professor Universitário.
Nacionalidade : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum