Voo Virtual
Olá, seja bem-vindo(a) ao Voo Virtual. Caso ainda não seja membro da nossa comunidade, registre-se, para que possa participar ativamente e ter acesso a todos os conteúdos do site.
Por favor leia as regras do fórum aqui antes de postar, para evitar advertências e suspensão.


[Brasil] Em 2 anos, 13 aéreas estrangeiras pedem autorização para voar no Brasil Gse_multipart13851

[Brasil] Em 2 anos, 13 aéreas estrangeiras pedem autorização para voar no Brasil

2 participantes

Ir para baixo

[Brasil] Em 2 anos, 13 aéreas estrangeiras pedem autorização para voar no Brasil Empty [Brasil] Em 2 anos, 13 aéreas estrangeiras pedem autorização para voar no Brasil

Mensagem por Fontenele Seg 23 Set 2013, 12:54

Nos últimos dois anos, 13 empresas aéreas estrangeiras procuraram a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e pediram autorização para operar no Brasil. Quatro já estão voando e nove ainda não começaram.

Além de companhias de aviação comercial, empresas de transporte de carga também querem atuar no país.

Para os brasileiros, a chegada de novas empresas não deve ter grande impacto no preço das passagens, dizem especialistas. A novidade, no entanto, pode acabar influenciando na qualidade dos serviços prestados por outras companhias aéreas no Brasil.

A Etihad Airways, dos Emirados Árabes, deu início às suas operações no país em junho. Os voos saem de Abu Dhabi, a capital dos Emirados Árabes, com destino a São Paulo.

No começo de julho, a Ethiopian Airlines começou a oferecer voos ligando o Brasil a Adis Abeba, capital da Etiópia. Partindo de Adis Abeba, os voos passam por Lomé, capital do Togo, seguem para o Rio de Janeiro e chegam à cidade de São Paulo.

A espanhola Air Europa, que já voa partindo de Salvador, na Bahia, com destino à Europa, pretende começar, até o fim do ano, a voar saindo de São Paulo.

"O Brasil tem uma das economias que mais crescem no mundo", disse a empresa, em nota, ao anunciar o lançamento das novas rotas. "O comércio entre China, Índia, África e Brasil cresce muito rapidamente."

Por enquanto, a Ethiopan oferece apenas voos não regulares (sem datas ou horários fixos). É a mesma situação da chilena Sky Airline.

Outras empresas ainda aguardam a autorização da Anac. Entre elas, está a Asiana, eleita a quinta melhor companhia aéreas do mundo neste ano pelo "Oscar" da aviação, o Skytrax World Airline Awards. A empresa é da Coreia do Sul.

As africanas Air Algérie (Argélia), Royal Air Maroc (Marrocos) e Arik Air (Nigéria) também aguardam autorização. Na lista estão, ainda, as europeias AirBerlin (Alemanha) e Lot Polish Airlines (Polônia). A Aruba Airlines, que já operou voos não-regulares para o país, também tem planos de voltar.

As empresas de transporte de carga Amerijet, dos Estados Unidos, e Avient, do Zimbábue, já receberam autorização para funcionamento, mas ainda não operam regulamente no Brasil.

Nova referência em prestação de serviços
A chegada de novas empresas beneficia a economia brasileira porque ajuda a aumentar os negócios internacionais, eleva a arrecadação de impostos e pode ter impacto positivo na oferta de empregos, diz o especialista em aviação Respício Espírito Santo.

Para os brasileiros, as empresas estrangeiras também representam uma nova referência em prestação de serviços e facilidade de voar para países distantes por meio de rotas diretas.

No bolso, no entanto, o impacto deve ser mínimo, para não dizer inexistente. "Não temos linha direta com Marrocos, por exemplo. Se quisermos ir para Casablanca, temos de voar por outro país, como a Inglaterra. Ao oferecer uma ligação direta de São Paulo para o país, a empresa pode até cobrar mais caro por isso", diz Espírito Santo.

"As companhias estrangeiras perceberam que existe uma demanda a ser atendida no Brasil e querem aproveitar a onda de megaeventos que serão realizados no país. Mas, para o mercado interno, a chegada delas não muda muita coisa", diz Alessandro de Oliveira, coordenador do Núcleo de Estudos em Competição e Regulação do Transporte Aéreo (Nectar) do ITA.

Isso porque as empresas estrangeiras são proibidas de fazer os chamados voos de cabotagem, ou seja, não podem transportar passageiros exclusivamente entre cidades brasileiras. Por isso elas não vão representar concorrência para as empresas nacionais.

"O impacto é bem reduzido nesse caso. Ele só seria maior se fossem empresas que operam no sistema de baixo custo", afirma Oliveira, citando a americana Virgin e a irlandesa Ryan Air.

A Virgin já chegou a manifestar a intenção de vir para o país, mas ainda não solicitou oficialmente autorização para a Anac.


CORREÇÃO

A Etihad Airways liga Abu Dhabi (Emirados Árabes) a São Paulo. A Ethiopian Airlines faz voos entre Adis Abeba (Etiópia), Lomé (Togo), Rio e São Paulo
A ideia das empresas é aproveitar a movimentação de turistas que deve tomar conta do país durante a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016.


Fonte: http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2013/09/23/em-2-anos-13-aereas-estrangeiras-pedem-autorizacao-para-voar-no-brasil.htm

_________________
Placa mãe: Gigabyte GA-970A-DS3P   Processador: AMD FX(tm)-8300 8 Cores   Memória Ram: 16 GB DDR3 1333 MHz   Disco rígido Western Digital 1 Tb   Placa de vídeo: Nvidia 1050 Ti 4096 Gb    Monitor: LG 24M38H-B 24" Led  Sistema Operacional: Arch Linux  Joystick: Logitech Extreme 3D Pro
Fontenele
Fontenele
Coronel
Coronel

Masculino
Inscrito em : 22/07/2011
Mensagens : 1775
Reputação : 234
Idade : 50
Simulador preferido : X-Plane 11
Emprego/lazer : Técnico em Informática
Nacionalidade : Brasil

Ir para o topo Ir para baixo

[Brasil] Em 2 anos, 13 aéreas estrangeiras pedem autorização para voar no Brasil Empty Re: [Brasil] Em 2 anos, 13 aéreas estrangeiras pedem autorização para voar no Brasil

Mensagem por Alexandre da Silva Seg 23 Set 2013, 14:25

É uma pena que o Brasil esteja na posição 122º quando se fala em qualidade de infra-estrutura aeroportuária. shocked 

Não vou entrar em mais detalhes para não envolver assuntos de política. wink 

http://www3.weforum.org/docs/GCR2011-12/14.GCR2011-2012DTIIInfrastructure.pdf

Quality of air transport infrastructure

Spoiler:

_________________
W10 64 bits - Placa Mãe: ASUS P8Z77-V / Processador: Intel I7 3770K 4.2 Ghz - Memória: 32 GBs 4X8 HyperX 1866 MHz
Placa de Video: NVidia RTX 2060 6GBs DDR6 / Hard Disk: Seagate 1Tb + SSD 500 Gbs + SSD 1Tb/ Fonte: Thermaltake TR2 700P 700W


Meus cenários.
Meu canal no Youtube.
Alexandre da Silva
Alexandre da Silva
Marechal-do-Ar
Marechal-do-Ar

Masculino
Inscrito em : 20/02/2011
Mensagens : 6979
Reputação : 621
Idade : 33
Simulador preferido : MSFS 2020
Emprego/lazer : Brazil Land Games
Nacionalidade : Brasil

https://brazillandgames.com/

Ir para o topo Ir para baixo

[Brasil] Em 2 anos, 13 aéreas estrangeiras pedem autorização para voar no Brasil Empty Re: [Brasil] Em 2 anos, 13 aéreas estrangeiras pedem autorização para voar no Brasil

Mensagem por Fontenele Seg 23 Set 2013, 14:53

Alexandre, em ver o grande prêmio de formula 1 na Singapura e todas aquelas maravilhas da capital de encher os olhos, dou razão a este ranking. ! Coitados de nós brasileiros. Abraços! thumbsup 

_________________
Placa mãe: Gigabyte GA-970A-DS3P   Processador: AMD FX(tm)-8300 8 Cores   Memória Ram: 16 GB DDR3 1333 MHz   Disco rígido Western Digital 1 Tb   Placa de vídeo: Nvidia 1050 Ti 4096 Gb    Monitor: LG 24M38H-B 24" Led  Sistema Operacional: Arch Linux  Joystick: Logitech Extreme 3D Pro
Fontenele
Fontenele
Coronel
Coronel

Masculino
Inscrito em : 22/07/2011
Mensagens : 1775
Reputação : 234
Idade : 50
Simulador preferido : X-Plane 11
Emprego/lazer : Técnico em Informática
Nacionalidade : Brasil

Ir para o topo Ir para baixo

[Brasil] Em 2 anos, 13 aéreas estrangeiras pedem autorização para voar no Brasil Empty Re: [Brasil] Em 2 anos, 13 aéreas estrangeiras pedem autorização para voar no Brasil

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo

- Tópicos semelhantes

 
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos