Voo Virtual
Olá, seja bem-vindo(a) ao Voo Virtual. Caso ainda não seja membro da nossa comunidade, registre-se, para que possa participar ativamente e ter acesso a todos os conteúdos do site.
Por favor leia as regras do fórum aqui antes de postar, para evitar advertências e suspensão.


[Brasil] Embraer tem dificuldades para ampliar vendas na China Gse_multipart13851

[Brasil] Embraer tem dificuldades para ampliar vendas na China

Ir para baixo

[Brasil] Embraer tem dificuldades para ampliar vendas na China Empty [Brasil] Embraer tem dificuldades para ampliar vendas na China

Mensagem por Amilckar Sex 04 Jun 2010, 02:17

Embraer tem dificuldade para ampliar vendas na China



[Brasil] Embraer tem dificuldades para ampliar vendas na China 3276746338_3dcf17e400_o

Uma das aeronaves ERJ 145LI fabricadas pela Embraer na unidade da China, visto aqui nas cores da China Southern. (Foto: Daryl Chapman)

O presidente da Embraer China, Guan Dongyuan, afirmou ontem que a empresa enfrenta dificuldades para ampliar suas vendas no país, apesar do forte crescimento do setor de aviação, que teve expansão de 24% no primeiro trimestre do ano.

Guan ressaltou que a China vai precisar de cerca de 800 jatos comerciais de 60 a 120 lugares nas próximas duas décadas e nenhuma empresa terá condições de atender a essa demanda sozinha. “Todas as nossas vendas têm de ser aprovadas pelo governo e enfrentamos dificuldades, obstáculos”, afirmou o representante da Embraer durante reunião do Conselho Empresarial Brasil-China (CEBC) em Xangai.
O presidente do CEBC, embaixador Sérgio Amaral, disse que resolver a situação da Embraer é uma das prioridades da entidade e do governo brasileiro. A companhia tem uma fábrica na China em associação com a estatal Avic para fabricação do ERJ-145, de 50 lugares, mas quer autorização para produzir um avião maior, de capacidade para até 120 passageiros. Até agora, não houve resposta das autoridades chinesas.
Como as encomendas do ERJ-145 serão entregues até o fim do próximo ano, a empresa brasileira poderá encerrar sua produção na China caso não obtenha autorização de fabricar aviões de maior porte no país.
Turbulência. A situação da Embraer na China tornou-se mais complicada após a eclosão da crise financeira global, no final de 2008. A turbulência reduziu a demanda por aviões no país e tornou o governo local mais protecionista. Na época, além de obrigar o setor aéreo chinês a reduzir a oferta de assentos por causa da crise, o governo também pressionou as empresas locais a dar preferência aos aviões fabricados na China.
No ano passado, fontes no meio empresarial chinês haviam dito que a Avic teria imposto à Embraer condições quase inaceitáveis para continuar a joint venture em Harbin. Uma das exigências seria a de levar para a China a produção de aviões da família 170/190, possibilidade descartada pela companhia brasileira. Além disso, a Embraer assistiu nesse período sua sócia chinesa se tornar parceira indireta da arquirrival canadense Bombardier.
Fonte: O Estado de São Paulo - Claudia Trevisan
Amilckar
Amilckar
Colaborador - Notícias de aviação
Colaborador - Notícias de aviação

Masculino
Inscrito em : 12/10/2009
Mensagens : 11036
Reputação : 512
Idade : 57
Simulador preferido : P3D V3
Emprego/lazer : Militar aposentado
Nacionalidade : Brasil

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo

- Tópicos semelhantes

 
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos