Voo Virtual
Olá, seja bem-vindo(a) ao Voo Virtual. Caso ainda não seja membro da nossa comunidade, registre-se, para que possa participar ativamente e ter acesso a todos os conteúdos do site.
Por favor leia as regras do fórum aqui antes de postar, para evitar advertências e suspensão.


[Brasil] Desativado, Aeroporto Augusto Severo enfrenta destino incerto

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Brasil] Desativado, Aeroporto Augusto Severo enfrenta destino incerto

Mensagem por Amilckar em Qui 05 Mar 2015, 10:26

Desativado, Aeroporto Augusto Severo enfrenta destino incerto


Base Aérea de Natal transfere setores para o terminal, mas não descarta parcerias. (Foto: Alex Régis)

O Aeroporto Internacional Augusto Severo, desativado em maio de 2014, ainda tem futuro incerto. Localizado em Parnamirim, a estrutura, por enquanto, está à disposição da Base Aérea de Natal (Bant) que está transferindo alguns setores administrativos e operacionais para o espaço. Lá serão ministrados cursos e treinamentos e ainda existe a possibilidade de parcerias em projetos para uso da área, aproximadamente 42 hectares, segundo informações do Comando da Aeronáutica.

Enquanto isso, o Governo do Estado analisa a viabilidade econômica de um projeto para implantação de um novo Centro de Convenções no antigo aeroporto. A proposta, elaborada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte (Fecomércio-RN), foi entregue ao governador Robinson Faria e, segundo o projeto, esse novo espaço contará com um Museu Aeroespacial e um complexo comercial.

Mesmo com recém-inaugurado aeroporto internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante. O antigo aeroporto passou por uma reforma em 2012 que custou pelo menos R$ 16,4 milhões.  A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), que administrava o espaço, informou que ainda possui equipamentos no terminal e esta é a única relação que mantém com ele.

Aparelhos de raio-x e computadores foram catalogados e alguns foram transferidos a outras unidades geridas pela Infraero em Fortaleza e João Pessoa. Elevadores, escadas rolantes e pontes de embarque não podem ser retirados. O restante do mobiliário deverá ser doado à Aeronáutica.

Fonte: RN.net

_________________
Carlos Amilckar

Amilckar
Colaborador - Notícias de aviação
Colaborador - Notícias de aviação

Masculino
Inscrito em : 12/10/2009
Mensagens : 10848
Reputação : 494
Idade : 51
Simulador preferido : FSX
Emprego/lazer : Militar aposentado
Nacionalidade : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum