Voo Virtual
Olá, seja bem-vindo(a) ao Voo Virtual. Caso ainda não seja membro da nossa comunidade, registre-se, para que possa participar ativamente e ter acesso a todos os conteúdos do site.
Por favor leia as regras do fórum aqui antes de postar, para evitar advertências e suspensão.


[Brasil] Azul estuda voos para o exterior

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Brasil] Azul estuda voos para o exterior

Mensagem por Amilckar em Seg 03 Fev 2014, 21:02

Azul estuda voos para o exterior


  • A Companhia aérea Azul está se preparando para operar voos internacionais e comprar aviões maiores, apurou o Estado com fontes próximas à empresa. A companhia confirma que mantém estudos para promover uma expansão internacional, mas diz que ainda não há decisões tomadas sobre o projeto.



“Sim, existe a intenção de fazer voo internacional. Essa é nossa visão de longo prazo e não nego que estamos fazendo esse e outros estudos”, disse o diretor de comunicação da Azul, Gianfranco Beting. “Uma companhia que já tem 18% do mercado, 10 mil tripulantes e 140 aviões tem de pensar nos próximos passos. O voo internacional é um próximo passo.” Ele não informou, no entanto, quando a empresa entrará no mercado internacional e quais os destinos prioritários.




O projeto de lançar voos internacionais começou a ganhar força dentro da Azul no início de 2012, mas ficou na gaveta após o anúncio da fusão com a Trip, em maio daquele ano, apurou o Estado com fontes próximas à empresa. Naquela época, a intenção da Azul era começar as rotas internacionais com voos para a América do Sul.

A partir de meados de 2012, a integração com a Trip virou prioridade e a companhia tratou de ajustar malha, frota e equipe para aproveitar as sinergias. No último dia 10, a Azul conseguiu aaprovação que faltava para concluir a incorporação da Trip – a empresa fechou um acordo com o sindicato dos pilotos e comissários e poderá integrar a tripulação.


Após a fusão da Trip, a Azul passou a servir 105 destinos no Brasil, mais do que o dobro das líderes TAM e Gol. A empresa entende que já está perto do limite para a expansão do número de destinos no País. “Nas condições atuais, não há muito mais cidades que podem ser servidas (pela Azul). Então, é claro que a gente está de olho em outras oportunidades de crescimento”, disse Beting.


Com a conclusão da fusão da Trip, o projeto de lançar voos internacionais ganhou novo fôlego e foi revisado. A prioridade da Azul agora é lançar voos para os Estados Unidos, disseram ao Estado quatro fontes do setor. Uma das possibilidades em estudo é levar os passageiros para Nova York e Fort Lauderdale, na Flórida.


Além de serem destinos requisitados pelos brasileiros, os aeroportos são bases operacionais da Jetblue, companhia fundada por David Neeleman em 1998 – o empresário criou a Azul em dezembro de 2008 e é o atual CEO da empresa. “A parceria dá capilaridade para a Azul distribuir passageiros nos EUA. Neeleman conhece as oportunidades do mercado americano e certamente terá facilidade para negociar um acordo comercial entre as empresas e aprovações com as autoridades do País”, disse uma fonte próxima à Azul.


Aeronave. A entrada da Azul no mercado internacional deve obrigar a companhia a mudar a sua frota. Hoje a empresa voa com jatos da Embraer e turboélices da fabricante francesa ATR, modelos que não têm autonomia para fazer voos de longa distância. A compra de aviões maiores, no entanto, seria uma mudança estratégica para a empresa.


A empresa já mantém conversas com as fabricantes Boeing e Airbus sobre a compra de aviões para voos de longa distância. O modelo A330 é um dos mais cotados para o projeto, apurou o Estado.


O diretor de comunicação da Azul confirma que a empresa conversa com fabricantes de aeronaves, mas diz que “pesquisar aviões maiores e menores faz parte dos estudos que a companhia faz desde que nasceu”.


Segundo Beting, a decisão de comprar aviões maiores não está tomada e depende de uma capitalização da Azul. Uma aeronave de grande porte, como um Airbus ou Boeing com 200 a 300 assentos, custa cerca de US$ 300 milhões. “Para fazer encomenda dessas, a empresa tem de estar capitalizada”, diz.


A Azul está tentando se capitalizar por meio de uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). A companhia já pediu o registro de empresa aberta à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e aguarda o aval do órgão. A oferta é estimada pelo mercado em cerca de R$ 1 bilhão. Além do aval da CVM, a abertura de capital da Azul depende das condições da economia. “A empresa só fará o IPO quando e se acreditar que haverá uma oferta de sucesso”, ressalta Beting.

Fonte: blogs.estadao.com.br/marina-gazzoni

_________________
Carlos Amilckar

Amilckar
Colaborador - Notícias de aviação
Colaborador - Notícias de aviação

Masculino
Inscrito em : 12/10/2009
Mensagens : 10849
Reputação : 494
Idade : 51
Simulador preferido : FSX
Emprego/lazer : Militar aposentado
Nacionalidade : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Brasil] Azul estuda voos para o exterior

Mensagem por Leber em Seg 03 Fev 2014, 21:36

Vida longa a Azul !

 thumbsup 

_________________


O que me incomoda nas pessoas não são as suas limitações, mas sim a atitude delas em relação a isso !...

Leber
Moderador
Moderador

Masculino
Inscrito em : 16/01/2012
Mensagens : 3438
Reputação : 335
Idade : 32
Simulador preferido : FSX
Emprego/lazer : Voar, voar e voar !
Nacionalidade : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Brasil] Azul estuda voos para o exterior

Mensagem por Duley em Seg 03 Fev 2014, 22:58

Essa historinha é antiga... já chegou a ser assunto unanime nos corredores da empresa, mas ultimamente perdeu força.
Acho que voos internacionais so saem depois do IPO, porque por enquanto os resultados da empresa não tem sido muito animador. E pra voar internacional (fora da america do sul) o buraco é um pouco mais embaixo.

Duley
Major-Brigadeiro
Major-Brigadeiro

Masculino
Inscrito em : 14/05/2008
Mensagens : 3274
Reputação : 215
Idade : 30
Simulador preferido : FSX
Nacionalidade : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Brasil] Azul estuda voos para o exterior

Mensagem por > Rafael < em Seg 03 Fev 2014, 23:58

Acho que eles antes de começar a fazer voos internacionais deveriam comprar um avião como o 757 ou até mesmo com os Embraer e fazer rotas como Porto Alegre > Fortaleza, Porto Alegre > Recife, Curitiba > Fortaleza, Florianopolis > Salvador, Curitiba> Manaus

_________________
Intel Core i7-4810MQ 2.80(3.80 MAX BOOST) GTX860M 2GB, 8GB MEMORIA RAM & Intel Core i5 3.30Ghz / GTX660ti 2GB DDR5 / 8GB MEMORIA RAM

> Rafael <
Major
Major

Masculino
Inscrito em : 09/01/2012
Mensagens : 396
Reputação : -3
Idade : 19
Simulador preferido : FSX
Nacionalidade : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Brasil] Azul estuda voos para o exterior

Mensagem por Douglas.Matos em Ter 04 Fev 2014, 00:48

757 aeronave antiga já em relação ao mercado e gasta muito, não compensa.


Voos internacionais que poderiam rolar já é Porto Alegre - Ezeiza, Porto Alegre- Santiago com os proprios E195  thumbsup 

Douglas.Matos
Brigadeiro
Brigadeiro

Masculino
Inscrito em : 17/01/2013
Mensagens : 2954
Reputação : 158
Idade : 21
Simulador preferido : Fsx-SE
Emprego/lazer : Auxiliar Administrativo / Financeiro / Suporte e Manutenção Hardware
Nacionalidade : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum