Voo Virtual
Olá, seja bem-vindo(a) ao Voo Virtual. Caso ainda não seja membro da nossa comunidade, registre-se, para que possa participar ativamente e ter acesso a todos os conteúdos do site.
Por favor leia as regras do fórum aqui antes de postar, para evitar advertências e suspensão.


[Brasil] Rio Grande do Norte pode ganhar um aeroporto-ilha

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Brasil] Rio Grande do Norte pode ganhar um aeroporto-ilha

Mensagem por Fontenele em Seg 23 Set 2013, 08:57

A piada corre de boca em boca entre os moradores da região metropolitana de Natal: o Rio Grande do Norte vai ser o único estado brasileiro, talvez o único lugar no mundo, agraciado com um aeroporto-ilha.

A brincadeira ilustra a descrença geral em relação à conclusão das obras da estrada que dá acesso ao aeroporto internacional de São Gonçalo do Amarante, a 13 quilômetros da capital. Em seus 37 quilômetros estão previstas ligações, em pista dupla, entre as rodovias BR-406, BR-304 e BR-226, com duas saídas do aeroporto - uma com direção a Natal e litoral Sul (chamada de eixo Sul) e outra para o litoral Norte (ou eixo Norte). Atualmente, o acesso se dá por estrada de terra.

Ninguém duvida que o aeroporto vai começar a operar em abril de 2014, a tempo de receber os torcedores da Copa do Mundo. Primeiro aeroporto do Brasil construído pela iniciativa privada, numa concessão do governo federal, terá capacidade para atender três milhões de passageiros por ano. O consórcio Inframerica (que reúne a brasileira Infravix e a argentina Corporacion America) ganhou o leilão, com um lance de R$ 170 milhões, e se comprometeu a adiantar a obra. O prazo inicial era novembro de 2014.

Os dois acessos rodoviários, orçados em R$ 75 milhões e financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), estão sob a responsabilidade do governo estadual. Suas obras estão bem atrasadas. No eixo Sul - que passa pela BR-304 e está orçado em R$ 15 milhões - os trabalho nem começaram. O eixo Norte, onde se prevê um investimento de R$ 60 milhões via BR-406 - conta com serviços de terraplenagem e nivelamento em trechos que passam por matas.

A situação é considerada surreal em Brasília. "Muita gente critica as concessões e não sabe o que está acontecendo", diz Wellington Moreira Franco, ministro da Secretaria de Aviação Civil, "O concessionário até adiantou a parte dele, mas o aeroporto corre o risco de ser inaugurado sem ter estrada causa da ineficiência do Estado."

Descrença. Quem passa pelo local fica com a sensação de que estão sendo feitas intervenções pontuais. Ainda não á um traçado visível. Nem os poucos trabalhadores distribuídos pelos dois trechos confiam que os acessos estarão prontos a tempo de atenderem o aeroporto. "Eu tenho lá as minhas dúvidas", diz o servente Fábio Júnior Fernandes, 30 anos, com um sorriso no rosto. Fernandes foi contratado há apenas uma semana. "O ritmo é este que a gente vê, devagar. E, se chove, a gente tem que parar". Naquela momento era manhã de sexta-feira (20) e caia uma chuva fina.

No pequeno trecho onde se via uma motoniveladora em operação, um encarregado, que pediu para não ser identificado, contou que há apenas uma máquina para preparar o terreno. "Na hora que disserem que tem projeto, tem cota, aí vai ter gente trabalhando", disse ele.

Morador da área há oito anos, Samuel da Costa Cavalcanti, 66 anos, é testemunha ocular do ritmo dos trabalhos: "Tem sempre só uma máquina aqui que trabalha um pouquinho e para", diz. "Não sou pessimista, mas é muita obra para pouco tempo." Cavalcanti "guarda" o seu terreno de 80m por 60m, às margens do futuro acesso rodoviário, para evitar que ele seja invadido porque acredita que pode ganhar com a valorização das terras quando a estrada finalmente ficar pronta. "Há quatro anos, eu vendi aqui uma área de 30 por 30 metros por R$ 1mil, agora eu acredito que posso vender esta por uns R$ 40 mil".

Diretamente interessados na obra, empresários do turismo e do comércio não escondem a preocupação com a lenta velocidade das obras. "Não podemos negar", afirmou o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no Estado (ABIH-RN), Habib Chalita. "Não temos um canteiro de obras e há lentidão".

O turismo é um dos pilares da economia do Rio Grande do Norte e um complexo aeroportuário bem estruturado e eficiente alimenta esperança local porque pode aumentar a movimentação e gerar renda. "Nossa localização é a mais próxima da África, dos Estados Unidos e da Europa", diz o empresário. "O Estado tem 30 mil leitos na capital e região metropolitana, a 15 minutos do novo estádio, que está com 87% de suas obras já concluídas."

Pânico. Os representantes do setor comercial, oficialmente, falam que estão confiantes de que o governo estadual vai cumprir a promessa de entregar os acessos até maio do próximo ano. Nos bastidores, porém, a expectativa é diferente. Um representante da categoria afirmou que o clima entre os empresários "é de quase pânico".

O deputado estadual Fernando Mineiro (PT), de oposição ao governo estadual, critica a "falta de logística das obras do acesso e a inoperância do governo Rosalba Ciarlini (DEM) para administrar as obras de mobilidade". Segundo Mineiro, os problemas para garantir a estrada não param de aparecer. O último - relatou - foi a descoberta de uma área de mata atlântica no bem no meio do traçado do acesso Norte. O órgão ambiental estadual proibiu a derrubada das árvores e o traçado do percurso precisou ser alterado. "Eu não torço contra, sou a favor do Estado, mas não confio, É muito atraso", diz. E ainda prometeu se redimir se o Estado fizer a sua parte como deve ser: "Faço um reconhecimento público se o acesso ao aeroporto for concluído no prazo". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: http://www.opovo.com.br/app/economia/ae/2013/09/22/noticiaseconomiaae,3133951/rio-grande-do-norte-pode-ganhar-um-aeroporto-ilha.shtml

_________________


Placa mãe: Intel® Desktop Board DB75EN   Processador: Intel® Core i5 3470 3,20 GHz   Memória Ram: 8 GB DDR3 1333 MHz   Disco rígido Samsung 1 Tb   Placa de vídeo: Zotac Nvidia GTX750 2048 Mb    Monitor: LG E2250v 21,5 LED   Sistema Operacional: Windows 7 Home Premium 64 bits   Joystick: Mad Catz Cyborg V1 Flight Stick

Fontenele
Coronel
Coronel

Masculino
Inscrito em : 22/07/2011
Mensagens : 1664
Reputação : 227
Idade : 44
Simulador preferido : FSX SE
Emprego/lazer : Técnico em Informática
Nacionalidade : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Brasil] Rio Grande do Norte pode ganhar um aeroporto-ilha

Mensagem por Sandro Schneider em Seg 23 Set 2013, 09:06

Tomara que resolvam logo esta situacao.
thumbsup 

Sandro Schneider
Brigadeiro
Brigadeiro

Masculino
Inscrito em : 07/12/2010
Mensagens : 2112
Reputação : 125
Idade : 47
Simulador preferido : FSX
Emprego/lazer : Brown Shoe Co/ Familia
Nacionalidade : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum