Voo Virtual
Olá, seja bem-vindo(a) ao Voo Virtual. Caso ainda não seja membro da nossa comunidade, registre-se, para que possa participar ativamente e ter acesso a todos os conteúdos do site.
Por favor leia as regras do fórum aqui antes de postar, para evitar advertências e suspensão.


[Brasil] Apresentado na LAAD o primeiro Turbojato brasileiro

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Brasil] Apresentado na LAAD o primeiro Turbojato brasileiro

Mensagem por Amilckar em Qua 10 Abr 2013, 17:48

Apresentado na LAAD o primeiro Turbojato brasileiro


   

 
TJ1000. O primeiro turbojato fabricado no brasil. (Concepção artística: Polaris)
 
 
 
Uma pequena empresa brasileira revelou o que pode ser o primeiro turbo jato projetado e fabricado no país, preenchendo uma lacuna crítica na base da indústria aeroespacial da nação.

A Polaris espera iniciar os voos de teste do TJ1000, capaz de gerar um empuxo de 4.45kN (453,77kg) a bordo de um míssil de cruzeiro AVMT-300 da Avibras, nos próximos três ou quatro meses, diz o diretor da empresa, Malrum Medici.
“É um avanço tecnológico para o Brasil”, diz ele.
Fabricantes brasileiros oferecem uma ampla gama de aeronaves comerciais e militares, bem como aviônicos, sensores aerotransportados e armas ar-superfície, mas ao país sempre fez falta um fornecedor local de motores a jato.
A Polaris nasceu em São José dos Campos em 1999, fundada por ex engenheiros da Embraer, com o objetivo de resolver justamente essa deficiência.
O motor TJ1000 é destinado a um mercado crescente no Brasil, na propulsão de mísseis de cruzeiro, drones alvo e veículos aéreos não tripulados.
O turbojato pesa cerca de 70 kg e dispõe de um compressor de quatro estágios axial, que compreende uma única peça de alumínio.
A Polaris já está olhando para aplicações futuras além do AVMT-300. No longo prazo, a Polaris espera oferecer uma versão certificada do motor turbo hélice para substituir o Canadá Pratt & Whitney PT6 do T-26 Tucano. A Polaris está considerando um projeto de fluxo de ar reverso, que é semelhante à arquitetura PT6, diz Médici.
“Tal projeto seria necessário o apoio do governo, para que a Polaris possa arcar com os custos da certificação”, acrescenta.
 
 
FONTE: flightglobal
Via: Cavok
 
NOTA DO EDITOR: Pela definição de kgf, o peso correspondente a uma massa de 1 kg é de 9,8 N. Portanto, 1 kN = 101,97 kgf
NOTA DO EDITOR²: Antes de traduzir este texto, procurei por fontes, da referida notícia, na própria Polaris, mas qual foi meu espanto, nada havia…
 
 

Amilckar
Colaborador - Notícias de aviação
Colaborador - Notícias de aviação

Masculino
Inscrito em : 12/10/2009
Mensagens : 10849
Reputação : 494
Idade : 51
Simulador preferido : FSX
Emprego/lazer : Militar aposentado
Nacionalidade : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum