Voo Virtual
Olá, seja bem-vindo(a) ao Voo Virtual. Caso ainda não seja membro da nossa comunidade, registre-se, para que possa participar ativamente e ter acesso a todos os conteúdos do site.
Por favor leia as regras do fórum aqui antes de postar, para evitar advertências e suspensão.


[Brasil] Após três anos, causas de acidente com avião da Esquadrilha da Fumaça ainda são desconhecidas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Brasil] Após três anos, causas de acidente com avião da Esquadrilha da Fumaça ainda são desconhecidas

Mensagem por Amilckar em Qua 03 Abr 2013, 17:51

Após três anos, causas de acidente com avião da Esquadrilha da Fumaça ainda são desconhecidas

Aeronave caiu no Aeroporto Federal de Lages, na Serra catarinense.


Cenipa e FAB apuraram causas, mas relatórios não foram divulgados.





O acidente com um avião da Esquadrilha da Fumaça em Lages, na Serra catarinense, completou três anos na terça-feira (2). Em 2010, a aeronave caiu durante uma apresentação e o piloto, de 33 anos, morreu na hora (assista o momento do acidente no vídeo ao lado). Entidades apuraram as causas do acidente, mas, após três anos, nenhum relatório com as investigações foi divulgado.


No dia 2 de abril de 2010, uma Sexta-Feira Santa, a Esquadrilha da Fumaça realizou uma apresentação em comemoração aos 68 anos do Aeroclube de Lages. Porém, às 17h30, durante uma manobra, a aeronave T-27 bateu no solo. O avião caiu na beira da pista do Aeroporto Federal de Lages, bem perto das pessoas e de residências.


Anderson Amaro Fernandes, piloto de 33 anos, morreu na hora. Ele estava há quatro anos no grupo e era o mais experiente, com 180 apresentações. As imagens da Esquadrilha da Fumaça estavam sendo feitas para um documentário, que nunca saiu.





Na época, técnicos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) foram ao local. Porém, três anos depois, as apurações ainda estão em andamento, segundo a entidade. Além do Cenipa, peritos da Força Aérea Brasileira (FAB) também estiveram no local na época do acidente. Partes da aeronave foram recolhidas para estudo. A entidade afirmou que o relatório com o resultado da investigação não pode ser divulgado ao público porque se trata de uma aeronave militar.


Ainda em 2010, sete meses após o acidente, o esquadrão voltou a Lages para terminar a apresentação interrompida pela calamidade. Em homenagem ao piloto, o hangar do aeroclube passou a se chamar Anderson Amaro Fernandes.


Clique AQUI para assistir a reportagem.


Fonte: G1 SC, com informações da RBS TV - Foto: Reprodução/RBS TV
Via: Aviationnews

_________________
Carlos Amilckar

Amilckar
Colaborador - Notícias de aviação
Colaborador - Notícias de aviação

Masculino
Inscrito em : 12/10/2009
Mensagens : 10848
Reputação : 494
Idade : 51
Simulador preferido : FSX
Emprego/lazer : Militar aposentado
Nacionalidade : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum